Sessão Homenagem na ARLS Lazaro Zamenhof n° 1631

Em cerimônia realizada, os Irmãos Celso Gama Mazzoni e Manoel Peixoto Barbosa, receberam o Título de Membros Honorários da Loja Lazaro Zamenhof n° 1631.

Na ocasião, o orador, Marcio Moreira Bandeira de Mello proferiu uma bela palestra que passamos a reproduzir:

“Venerável Mestre, Irmão 1º vigilante, Irmão 2º vigilante, queridos Mazzoni e Manoel,  Irmãos do Oriente e do Ocidente todos em seus graus e qualidades.

Pretendo não enfadá-los com um discurso laudatório, mas em rápido resumo, pintar com cores ainda que fracas, mas sinceras, o perfil da personalidade de nossos amados Irmãos que ora nos dão o prazer de receber nossas homenagens.

Tenho a honra e o prazer de ser o representante da Loja Lazaro Zamenhof n° 1631, por dever de ofício, a apresentar as boas-vindas a tão queridos Irmãos, como o Irmão Celso Gama Mazzoni e Manoel Peixoto Barbosa.

Nomeio-os nesta ordem tão somente porque, observando a sequência alfabética, já que não há diferença no mérito dos homenageados, nem no amor que a nossa Loja e eu a eles dedicamos.

Assim, concordes, é com igual relevância que começarei a tecer breves comentários sobre os nossos queridos homenageados.

Celso Gama Mazzoni foi iniciado na Maçonaria em 23 de agosto de 1997, elevado um ano e três dias depois, exaltado em abril de 1999 e instalado dez anos após em 10 de junho de 2009, sempre na Loja União Escosseza n° 0105. Antes foi tesoureiro de sua Loja.  Novamente exerceu a venerança e mais uma vez foi tesoureiro.

Foi membro de comissões instaladoras e exerceu vários cargos no GOB, por exemplo  Secretário Estadual de Orientação Ritualística e Assessoria Especial. Recebeu medalhas em reconhecimento e incentivo pelos relevantes serviços prestados ao GOB e por consequência à Maçonaria.

Quanto às relações de fraternidade e carinho concernentes a nossa Loja Lazaro Zamenhof n° 1631 e a seus filiados, tenho a enfatizar que Mazzoni, na qualidade de venerável da Loja União Escosseza n° 0105, foi de um espírito fraternal maçônico único, facilitando em tudo a possibilidade de virmos para cá e sermos um dos condôminos do que é hoje o condomínio do Palácio Maçônico do Tuiuti. Afora tudo isso, é o confrade que mais frequenta a nossa Loja, sempre oferecendo seu trabalho e palavra amiga e crítica construtiva, objetivando o nosso progresso, o que, certamente nos faz crescer mais e  melhor do que se recebêssemos somente  elogios vagos.

Mazzoni trabalha incansavelmente em prol do aprimoramento de nosso condomínio, além de apoiar de forma decisiva e eficaz o trabalho dos DEMOLAY, que são, sem dúvida alguma, o celeiro de novos bons e leais obreiros maçônicos.

Na sequência, teceremos breves considerações sobre Manoel Peixoto Barbosa.

Manoel foi iniciado em 04 de julho de 1986, elevado um ano e seis dias depois em 10 de julho de 1987, exaltado em 29 de julho de 1998 e instalado em 13 de junho de 2003 logo depois de ser eleito venerável mestre da Loja José Alvares Maciel para o período de 2003 a 2005.

Exerceu inúmeros cargos no GOB, e quando digo inúmeros são mesmo.

Foi nomeado também para incontáveis comissões de instalação, de regularização de Lojas, sagração de templos, consagração e entrega de estandartes, reassunção de veneráveis, recebeu muitos diplomas e medalhas e  certificados como palestrante. Tudo isso que menciono é sem dúvida uma apertada síntese do trabalho que Manoel vem dedicando à Maçonaria como um todo, notadamente à Maçonaria Brasileira e do Rio de Janeiro.

Tive a oportunidade de receber o curriculum maçônico do Manoel e dele constam, em letras miúdas oito páginas de atos e fatos ocorridos na vida maçônica deste notável Irmão. São mais de 460 anotações constantes de seu histórico maçônico.

No período em que nos brindou com sua sempre amável, segura, franca e verdadeira presença não me lembro de uma Sessão sequer em que não constasse no saco de propostas e informações ao menos um certificado de presença em uma ou mais Lojas na semana anterior a daquela Sessão em nossa Loja.

Sempre pronto a colaborar com os trabalhos, conduzindo de maneira firme e carinhosa as iniciações, sempre disposto a preencher o tempo de estudos com peças que nos levavam a meditar e crescer como homens e como maçons.

Não foi por acaso – e há quem diga que o acaso não existe – que a data marcada para que nossa Loja homenageasse tão gratos e grandes Irmãos como Mazzoni e Manoel, fosse o dia dois de dezembro, porque esta é a data de nascimento do talvez maior governante brasileiro, qual seja: D. Pedro II.

Recebam queridos Irmãos de nossa Loja o tríplice e fraternal abraço e, particularmente, o carinho e admiração que este orador tem por vocês, porque não é favor nenhum e sim um dever de justiça.”

Créditos da Matéria:
Marcio Moreira Bandeira de Mello – Orador da ARLS Lazaro Zamenhof n° 1631

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com